:. Indústrias JBDuarte S.A .:
 

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE

No primeiro semestre de 2008, a J.B Duarte continuou implementando o processo de reestruturação em suas coligadas, visando melhorar o desempenho operacional das mesmas. Vale ainda destacar, que diversos processos estão em andamento nas coligadas, devendo fazer com que apresentem melhoria de desempenho ainda neste exercício, em relação ao ocorrido no 1º semestre.

A empresa continuará aprimorando a gestão das suas empresas coligadas. Vale destacar, que a companhia também vem procurando aperfeiçoar seu relacionamento com o mercado e com seus acionistas, através de ampla divulgação e total transparência nas suas informações.

A eventual migração da J.B Duarte para o Nível 1 de Governança Corporativa da BOVESPA foi postergada, basicamente para adequar suas Demonstrações Financeiras a execução fiscal da Receita Federal, que inclusive determinou a penhora dos Dividendos relativos ao exercíco de 31/12/2007, aprovados em Assembléia Geral Ordinária e Extraordinária de 30/04/2008.


COMENTÁRIO DOS RESULTADOS NO SEMESTRE - CONSOLIDADO

Como a empresa passou a divulgar seu resultado consolidado apenas no exercício encerrado em 31/12/2007, não haverá a comparação frente ao primeiro semestre de 2007. Neste caso, esta comparação acontecerá apenas no resultado da Controladora.

A J.B Duarte registrou Receita Bruta de R$ 12,131 milhões no primeiro semestre de 2008. Já sua Receita Líquida no mesmo período somou R$ 9,298 milhões. Vale destacar, que os Custos atingiram R$ 7,833 milhões no período, fazendo com que a companhia obtivesse um lucro bruto de R$ 1,465 milhões, equivalentes a uma margem bruta de 12,07 %.

As Despesas Operacionais somaram R$ 2.877 milhões, sendo que as Despesas Gerais e Administrativas representaram 53,08 % deste total. Assim, a empresa apresentou um Prejuízo Operacional de R$ 1.412 milhões. Por fim, a J.B Duarte encerrou o primeiro semestre do ano corrente com um prejuízo líquido de R$ 1.362 mil.


COMENTÁRIO DOS RESULTADOS NO SEMESTRE - CONTROLADORA

A J.B.Duarte registrou prejuízo líquido de R$ 1.362 mil no primeiro semestre deste ano, revertendo o lucro líquido de R$ 1.094 milhões verificados no mesmo período de 2007. A piora do resultado é decorrente de provisões adicionais efetuadas para fazer frente a novas demandas trabalhistas, a provisão feita para acerto de pendenga jurídica com instituição financeira, no montante de R$ 2.513 mil, a redução das variações monetárias aplicadas em seus ativos e da alocação de um valor maior às coligadas, que ainda estão em fase de alavancagem de seus resultados Quanto ao efeito da constituição de Provisão Ativa e Passiva relativa aos processos de Restituição de Imposto federal de importação de trigo da Argentina e de provisão passiva para fazer frente a uma eventual perda do processo de execução em curso da Receita Federal, estão descritas nas Notas Explicativas sobre Contingência Ativa e sobre Contingência Passiva.

A piora nos resultados da companhia motivada pelas razões expostas anteriormente, assim como a constituição das provisões passivas fez com que seu índice de endividamento em relação ao patrimônio líquido subisse, passando de 4,30 vezes em 2005, para 1,14 em 2006, 0,35 em 2007, subindo para 1,41 em 30/06/2008.

Endividamento da companhia em relação ao Patrimônio Líquido (R$ mil)

  Rúbricas 1º Sem/2008 2007 2006 2005
A Passivo Circulante 21.656 17.423 22.097 33.636
B Passivo Exigível a LP 55.546 1.500 3.771 8.212
C Soma: A + B 77.202 18.923 25.868 41.848
D Patrimônio Líquido 54.676 54.740 22.734 9.725
E Índice: C / D 1,41 0,35 1,14 4,30

COLIGADAS E CONTROLADAS

GRUPO MASAFLEX - PARTICIPAÇÃO J.B DUARTE = 34%

A Masaflex Indústria e Comércio obteve no primeiro semestre Receita Bruta de R$ 12.485 mil, apresentando crescimento de 35,5% frente ao valor de R$ 9.238 mil obtido no mesmo período de 2007. Parte deste crescimento é explicado pela incorporação das empresas ligadas a Masaflex, que anteriormente eram prestadoras de serviços. Já a Receita Líquida da companhia somou R$ 10.393 mil no período de janeiro a junho do ano corrente. Assim, a empresa registrou Lucro Bruto de R$ 2.214 mil no período, significando uma margem bruta de 21,3%. Desta forma, o lucro líquido da Masaflex atingiu R$ 86 mil no primeiro semestre de 2008, significando uma queda de 9,7 % em relação ao montante de R$ 95,2 mil observado em igual período do ano passado. A queda do Lucro também é decorrente da incorporação das empresas ligadas, que vinham operando com prejuízo.
Vale destacar, que a Masaflex Indústria e Comércio é detentora do Certificado ISO 9001:2000, possuindo uma participação de 3 % do mercado de reposição, estimado em cerca de R$ 1,0 bilhão.. Neste contexto, a empresa pretende consolidar este mercado, atingir gradativamente de forma mais intensiva o mercado de montadoras, e continuar ampliando sua atuação no mercado ferroviário. A empresa ainda exporta para alguns países da América do Sul, sendo seus principais mercados de atuação: São Paulo, com 42%, Minas Gerais com 13% e Paraná com 9%.

Perspectivas: Importante salientar, que a Masaflex está utilizando algumas estratégias para aumentar sua vendas, dentre elas:

• Aumentar a produção de blindados “série C”, que são produtos com maior valor agregado, onde a concorrência de mercado é menor.
• Investimento na ampliação e qualificação do laboratório, visando atender as especificações do mercado de montadoras;
• Estudo de importação de filtros de óleo feitos na China nas linhas de maior venda, cujo custo posto Brasil é estimado atualmente em cerca de 60% do equivalente produzido no Brasil.


SUEME METALÚRGICA – PARTICIPAÇÃO J.B DUARTE = 50%

A Sueme Metalúrgica obteve no primeiro semestre deste ano Receita Bruta de R$ 15.527 mil e Receita Líquida de R$ 11.298 mil. Vale destacar, que a empresa registrou Lucro Bruto de R$ 1.393 mil, significando uma margem bruta de 12,3% no período. Desta forma, o lucro líquido da Sueme atingiu R$ 491,1mil no primeiro semestre de 2008, significando uma margem líquida de 4,3%.

A Sueme Metalúrgica tem como principal atividade a metalurgia e estamparia voltada para a indústria automobilística, em especial para as montadoras. Cabe ressaltar, que a empresa está instalada em São Bernardo do Campo (SP) e possui o Certificado SGQ ISO/TS 16949, atuando no setor de auto-peças e atendendo diretamente as montadoras de veículos e outros clientes, estampando e produzindo peças tais como, alavanca de freios, reforço de caixa de rodas, dobradiça para portas e tampas de capôs, conjunto de pedais e suporte para estepes, entre outras, inclusive participando ativamente no desenvolvimento de peças para os novos modelos em desenvolvimento, para lançamento em breve no mercado brasileiro e mundial.

Dentre seus principais clientes, destacam-se a Volkswagen, a Audi/Volkswagen, a General Motors, a Ford, a Varga, a Delphi, a Continental Teves, a GNK Automotives, a Magneti Marelli, a Cofap, a Toyota, entre outras.



IOL TELECOMUNICAÇÕES – PARTICIPAÇÃO J.B DUARTE = 50%

A IOL é uma empresa especializada em prover acesso a Internet na região sul da grande São Paulo, que possui grande potencial econômico, com cerca de 500 mil habitantes e extremamente carente de provedores, especialmente de Banda Larga.
Assim, a IOL atua como provedora, inclusive de banda larga, através do sistema de “wireless”, utilizando as tecnologias WI-FI e WIMAX, que exigem investimentos muito reduzidos, quando comparados aos necessários do sistema “wired”, que implica no cabeamento das regiões a serem atingidas.

A IOL obteve no primeiro semestre deste ano Receita Bruta de R$ 246,6 mil e Receita Líquida de R$ 231,8 mil. No entanto, a companhia registrou prejuízo líquido de R$ 111,1 mil no primeiro semestre de 2008, significando uma margem líquida negativa de 45,1%.

Tendo em vista o prejuízo gerado no 1º semestre, a administração da J.B.Duarte resolveu propor a administração da IOL auditoria externa especial, para permitir uma melhor análise das causas dos prejuízos, assim como a validação de suas informações contábeis, visando que a empresa atinja uma performance melhor.


ASPECTOS SOCIETÁRIOS, FISCAIS E CONTÁBEIS

A J.B Duarte propôs à AGO/E realizada em 30/04/2008, a distribuição de dividendos relativos ao exercício encerrado em 31/12/2007. No entanto, a empresa foi notificada através de “Mandado de Penhora e Intimação”, expedido pelo Juiz Federal da 6ª Vara de Execuções Fiscais de Primeira Instância, que foi recebido em 20/05/2008, que se depositasse para “Penhora” no prazo de 48 horas os valores de R$ 577.828,96 referente aos dividendos aprovados à serem distribuídos, e R$ 1.733.486,88 reservados em Reserva contábil para futuros investimentos, conforme deliberado na AGO/AGE de 30/04/2008. Nossos assessores jurídicos estão tomando as medidas judiciais cabíveis. Com conseqüência, a “J.B.DUARTE”, permanece impossibilitada de distribuir o referido dividendo, até que tenha uma nova definição. Manteremos o mercado informado sobre a esta situação.
Em relação as ações fiscais ativas e passivas, estão detalhadas nas Notas Explicativas sobre Contingência Ativa e Contingências Passivas. Manteremos informados os acionistas e o mercado do andamento destas ações.
No 2º trimestre de 2008, A J.B.Duarte firmou compromisso de venda de fração ideal equivalente a 4% de terreno possuído na Bahia, situado em área turística. Desta forma, contabilizou as provisões ativas de R$ 764 mil. O valor registrado contabilmente deste terreno era de R$ 300 mil.

Informamos também, que visando melhorar o atendimento aos acionistas, a administração da J.B.DUARTE contratou o Banco Itaú para a prestação do serviço de escrituração das ações e atendimento aos acionistas.

Finalmente, gostaríamos de enfatizar nosso apreço pela confiança demonstrada pelos acionistas, fornecedores, clientes, instituições financeiras, investidores, analistas do mercado de capitais e, em especial, agradecer à dedicação de nossos funcionários.

São Paulo, 29 de agosto de 2008

 

Skip Navigation Links
Home
Dúvidas
Comentário econômico
Notícias & Informações
Estatuto Social
Acesso restrito

Indústrias JB Duarte S/A.
Fone: 55-11-2061-5511
Copyright 1998 - 2012 All rights reservad